RENDIMENTO DE SOJA EM FUNÇÃO DO ARRANJO DE PLANTAS

Alcir José Modolo, Lucas Leonardo Schidlowski, Lindolfo Storck, Giovani Benin, Thiago de Oliveira Vargas, Emerson Trogello

Resumo


O presente trabalho avalia o efeito de diferentes espaçamentos entre linhas e de populações de plantas no desempenho agronômico da soja, bem como identifica o arranjo espacial que possibilita o máximo potencial de rendimento de grãos. A combinação de 288.000 plantas ha-1 com o espaçamento de 0,20 m maximizou a produtividade de grãos (4.278 kg ha-1). A altura final de planta e altura de inserção da primeira vagem têm efeitos direto e indireto positivos e o número de vagens por planta tem efeito indireto negativo sobre a produtividade de grãos. A redução do espaçamento entre linhas é importante ferramenta para proporcionar incrementos no rendimento de grãos, gerando maior rentabilidade ao produtor.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37856/bja.v91i3.143

Apontamentos

  • Não há apontamentos.