GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE TRIGO TRATADAS COM ZINCO E BORO

Maicon Marinho Vieira Araujo, Janaína Rosa Sousa, Elisangela Clarete Camili

Resumo


Objetivou-se, neste trabalho, avaliar o efeito da aplicação de fontes de zinco e boro sobre a qualidade fisiológica de sementes de trigo. Foram utilizadas cinco cultivares: BRS 264, IAC 381, Supera, Quartzo e Valente, armazenadas durante oito meses em câmara seca (17 ºC e 55% U.R.). O delineamento foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 5 x 6, sendo cinco cultivares de trigo e seis diferentes combinações dos micronutrientes, com quatro repetições. Utilizou-se como fonte de zinco o sulfato de zinco, e o borato de sódio e ácido bórico, como fontes de boro. A aplicação de Zn em associação com B via tratamento de sementes, promoveu efeitos benéficos sobre a qualidade fisiológica de sementes de trigo. A melhor associação entre os elementos Zn e B ocorreu com a mistura de sulfato de zinco e ácido bórico.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: Mapa/ACS, 2009. 395p.

CONAB, Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento de safra brasileira: grãos, quarto levantamento, janeiro 2014 / Companhia Nacional de Abastecimento. Brasília: Conab, 2014.

EMBRAPA TRIGO. Centro Nacional de Pesquisa de Trigo, Passo Fundo. O trigo no Brasil. 2007. Disponível em: http://www.cnpt.embrapa.br/aunidade/trigo_brasil.htm . Acesso em: 06 out. 2015.

GONÇALVES JUNIOR, A. C.; PRESTES, A. L.; TRAUTMANN, R. R.; SANTOS, A. L.; ANDREOTTI, M. Avaliação de extratores e fitodisponibilidade de zinco para a cultura do milho em Latossolo Vermelho eutroférrico. Acta Science Agronomy, Maringá, v. 28, n. 1, p. 7-12, 2006.

KRZYZANOWSKI, F.C.; VIEIRA, R.D.; FRANÇA NETO, J.B. (Ed.). Vigor de sementes: Conceitos e Testes. Londrina: ABRATES, 1999. cap.3, p.1-24.

LEANDRO, W. M.; OLIVEIRA, J. P.; CARVALHO, M. C.; MEDEIROS, J. C.; FREITAS, L. F.; SOUTO, M. L.; FERREIRA, R. G. Efeito da gessagem e da adubação com micronutrientes na produção do algodoeiro no cerrado de Goiás. Informações agronômicas. Piracicaba: PATAFOS, 2002.

LOPES, A. S. Solos sob cerrado: características, propriedades e manejo. Piracicaba: Potafós, 1984. 162p.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. 1 ed. São Paulo: Agronômica Ceres, 2006. 638 p.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados na avaliação das plântulas. In: VIEIRA, R. D.; CARVALHO, N. M. Testes de vigor em sementes. Jaboticabal: FUNEP, 1994, p.49-85.

OHLSON, O. C.; KRZYZANOWSKI, F. C.; CAIEIRO, J. T.; PANOBIANCO, M. Teste de envelhecimento acelerado em sementes de trigo. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v.32, n.4, p.118-124, 2010.

PARDUCCI, S.; SANTOS, O. S.; CAMARGO, R. P.; LEÃO, R. M. A.; BATISTA, R. B. Micronutrientes biocrop. Campinas: Microquímica, 1989. 101 p.

PESSOA, A. C. S.; SANTOS, O. S.; BORTOLUZZI, A. L.; VEDUIN, J. V. R.; PILLON, C. N. Épocas e formas de aplicação de zinco em milho cultivado em solução nutritiva. Ciência Agrícola, Maceió, v. 4, n. 1, p. 43-52, 1996.

RIBEIRO, N. D.; SANTOS, O. S. dos; MENEZES, N. L. de. Efeito do tratamento com fontes de zinco e boro na germinação e vigor de sementes de milho. Scientia Agraria, Piracicaba, v.51, n.3, p.481-485, 1994.

RUFINO, C. A.; TAVARES, L. C.; BRUNES, A. P.; FRIEDRICH, F. F.; BARROS, A. C. S. A.; VILLELA, F. A. Treatment of wheat seed with zinc, fungicide, and polymer: seed quality and yield. Journal of Seed Science, Londrina, v.35, n.1, 2013.

SILVA, F. A. S. ASSISTAT versão 7.6 beta. Grande-PB: Assistência Estatística, Departamento de Engenharia Agrícola do CTRN - Universidade Federal de Campina Grande, Campus de Campina. 2011.

TAVARES, L. C.; RUFINO, C. A.; BRUNES, A. P.; FRIEDRICH, F. F.; BARROS, A. C. S. A.; VILLELA, F. A. Physiological performance of wheat seeds coated with micronutrients. Journal of Seed Science, Londrina, v.35, n.1, p.28-34, 2013.




DOI: https://doi.org/10.37856/bja.v91i3.1449

Apontamentos